Livraria 18 de Abril

Register for free | Sign in

Moral cristã

   

Quando se fala em moral cristã, é possível que alguém alegue ser ela tão velha e que, mesmo assim, nada tem produzido de eficiente na reforma dos costumes.

Ora, como pode ser velho aquilo que não foi usado?

A moral cristã é, em sua pureza e em sua essência, desconhecida da humanidade.

Sua atuação ainda não se fez sentir com profundidade e de forma ostensiva.

Todavia, do entendimento da moral do Cristo depende a nossa felicidade sob todos os aspectos.

Não são poucos os que questionam como é possível ter vindo o filho de Deus ao mundo e não ter iluminado todos os erros das ciências e retirado dos homens toda a ignorância.

A resposta está no fato de que Jesus veio trazer à humanidade outra proposta: a de nos ensinar a sermos bons, iluminando a própria intimidade e conquistando com os próprios esforços, a felicidade almejada.

É por esse motivo que Jesus não ensinou aos filósofos a composição dos continentes, nem aos geômetras a quadratura do círculo, nem aos navegantes a direção do norte ou do sul, nem aos químicos o descobrimento da pedra filosofal, nem aos médicos as virtudes das ervas e plantas, nem aos astrólogos e astrônomos o curso, a grandeza, o número e as influências dos astros.

Só nos ensinou a ser humildes.

Só nos ensinou a ser castos.

Só nos ensinou a fugir da avareza.

Só nos ensinou a perdoar as injúrias.

Só nos ensinou a sofrer perseguições pela causa da justiça.

Só nos ensinou a eliminar os vícios e exercitar as virtudes, porque estas são as regras e conclusões. Estes os preceitos e os teoremas por onde se aprende a ser bom, a ser justo.

Essa é a ciência que Jesus professou e veio ensinar a todos nós.

E é de semelhante ensino que precisamos nos dias atuais.

Se atentarmos para os aspectos da problemática dos nossos dias, perceberemos que a crise que aterroriza o mundo, é a crise de caráter, responsável por todas as outras.

Perceberemos que o momento reclama a ação de homens honestos, escrupulosos, possuídos do espírito de justiça e compenetrados das suas responsabilidades.

Temos vivido sob o despotismo da inteligência. Cumpre-nos sacudir-lhe o jugo e proclamar o reinado do caráter, o império da consciência, da moral e dos sentimentos.

Eis a grande lição deixada pelo filho de Deus, até hoje incompreendida.

Eis a chave para solucionar todos os problemas da humanidade: conhecer e viver os ensinos do sublime Galileu que afirmou com a segurança de quem sabe o que diz, que ninguém chegará ao Pai senão através dEle.

***

O cristão está convocado para o ministério enobrecido de edificar o bem em toda parte, consolidando as possibilidades de serviço relevante, como passo inicial para a elaboração de melhores dias.

Do livro: Em Torno do Mestre, cap. Instrução e Educação.